O pedido: Versão Lee – parte 2

9 – Como bem disse o meu amigo André Palhares,  esqueci de chamar os meus amigos para a comemoração. Eu estava focado em realizar o sonho da Nanda acabei me esquecendo que eu também faço parte desse momento. Aí no dia anterior ou no mesmo dia ( não me lembro ) liguei para o Rodrigo e disse para ele ligar para Silvia, eles já se conheciam, ele foi encarregado de levar  meus amigos.
10-  O dia: A Nanda passou o final de semana comigo o que dificultou  muito a operação, eu me comunicava por códigos com as pessoas chaves e obviamente que eu estava me comportando de maneira estranha ( mas a Nanda é meio distraída com isso ) mas tudo bem.  10b-Um dos momentos mais difíceis foi estar com a Nanda no meu quarto e pegar a aliança sem que ela percebesse, a aliança estava La em cima do meu armário escondida, isso tudo foi resolvido quando a Nanda entrou no banheiro e eu rapidamente peguei a caixinha azul e joguei dentro da mochila. 10c- Como a Nanda ficou do meu lado o tempo todo eu fiquei incomunicável com as pessoas responsáveis, ÓBVIO QUE EU FIQUEI NERVOSO !
11-  Chegamos no pedalinho e graças a Deus não tinha ninguém conhecido por perto, entramos  rapidamente no cisne e partimos rumo ao nada.  Como eu sou uma pessoa precavida virei o pedalinho no sentido oposto ao deck e joguei um papo que eu queria ver a vista e estava cansado para ficar pedalando, eu sabia que depois do momento x as pessoas chegariam a qualquer instante.
12- começou a escurecer e eu escutei um barulho de BUNIZAÇO. Já estávamos no embalo do vinho e eu percebi que era o momento perfeito porque a qualquer momento algum maluco iria pular na lagoa.  No momento eu não sabia o que dizer e não queria fazer nada mecânico então comecei a falar sobre a nossa relação e comentei que naquele momento estava tudo perfeito, a lagoa estava calma, tirando o barulho da buzina tinhamos um grande silêncio, falei que eu a amava muito, e ai perguntei : E agora Nanda o que falta ?   Eu sabia que ela iria mostrar o dedo ( ela fazia isso todos os dias e não seria diferente naquele momento ) e quando ela mostrou o dedo pedi p ela fechar os olhos, disse que tinha um presente ! tirei da mochila a caixa azul e deixei que o momento fosse minhas palavras !
13- Ela pensou que tinha acabado por ai !!! MAS NÃO !!! quando virei o pedalinho para o deck eu vi uma coisa estranha, parecia uma porta no meio do corredor de madeira,  o barulho aumentava conforme a aproximação, e quando ela se deu conta várias pessoas saíram de trás da “ porta “ ( a “porta” era o guarda sol do carinha do pedalinho ) e foi uma grande festa, pessoas com prosseco, vinho, apitos, coração, oculos !! Tudo deu certo, foi muito mágico e especial .
 
 Gostaria de agradecer a todos que participaram e que me ajudaram a trazer a alegria e a surpresa para a realidade.
Beijos a todos !

considerações da noiva:

1-eu não sou distraída, eu percebi várias coisas esquisitas mas não queria ser estraga-prazer e ao mesmo tempo sou botafoguense então eu pensava ahh não é isso, ah não vai ser hoje.

2-Pra quem não sabe André Palhares = André Bonilha

3- Segundo a Clarinha que by the way se comportou muito bem, eu teria engolido a aliança se estivesse na taça.Não sei dizer, é provável ahaha.