Sábado de bruschettas

Sábado eu e o Lee brincamos de date em casa, coisa que não faziamos há um tempo. Ele deixou os aperitivos sob minha responsabilidade e eu me empolguei!

Passei no Zona Sul comprei pão italiano, tomate cereja, shitake, shimeji e mini milho (que eu amo e engorda ZERO) pra beliscar.

A de tomate é a mais fácil de fazer. Só cortar os tomatinhos, tirar a semente, colocar na fatia do pão, já cortada, salpicar alho cru (nesse passo eu tive que me segurar porque se me deixar eu perco a linha), um fio de azeite e colocar no forno.

A de cogumelo é um pouco mais sofisticada. Eu inventei na hora seguindo minha intuição Galvão de cozinha (quem conhece aprecia) e o resultado foi um sucesso.

Cortei o shitake e o shimeji não muito pequenos(porque quando refoga eles diminuem bastante) refoguei com um poquito (um saquinho) de molho shoyho e , sal pimenta do reino a gosto (no meu caso poquíssimo sal e muita pimenta sempre) e deixei no fogo baixo um tempo. O cogumelo produz uma água e é só esperar secar.

Aí é só colocar na torrada de pão italiano, adicionar o alho cru, fio de azeite e forno.

Como uma boa geminiana que não sabe decidir eu fiz uma que era o mix das duas e obviamente foi a primeira que eu comi.

O date foi um sucesso absoluto e o Lee disse que eu surpreendi antes do esperado, ele sabia que eu faria coisas desse tipo depois de casada, mas não antes.

ps: a tática de me desafiar dizendo que não adianta comprar livro de receitas que tem que praticar funcionou. Mas eu não preciso nem de livro, rá!

ps2: amigos queridos, resolvemos que noite de bruschettas será uma constante na nossa casinha e claro que vocês serão convidados. Na próxima vez quero fazer de abobrinha e azeitona(eca) pra quem curte.